Quattro Stagioni

Socialize:

A primeira colheita ninguém esquece Segunda, 11 de Setembro de 2017

Azeite de oliva Quinta do Soalheiro já chega com teor de acidez abaixo de 0,1%

A paixão por azeite é antiga na vida de Pedro Murbach Filho. Cozinheiro nato, ele aprendeu cedo a selecionar o sabor do azeite que tempera seus pães, saladas e outros pratos. De tanto apreciar o produto, Murbach Filho decidiu há quatro anos investir em um novo projeto: produzir azeite de oliva. O investimento deu certo e há três meses ele comemora o resultado da primeira colheita de suas oliveiras: o lançamento do azeite de oliva Quinta do Soalheiro.

“Estamos produzindo um azeite de oliva extravirgem de qualidade, onde toda a extração é feita de forma natural. Do plantio ao engarrafamento, tudo é feito na região da Serra da Mantiqueira, com todo cuidado e técnica para se obter um azeite verdadeiramente extra virgem”, diz o empreendedor. Os esforços da família têm dado certo: o teor de acidez do azeite Quinta do Soalheiro é abaixo de 0,1%, segundo análises do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL). “Quem ganha com isso é o consumidor, que pode consumir um produto considerado nobre”, complementa Murbach Filho. 

Quando resolveu produzir azeite de oliva, Murbach Filho pesquisou muito sobre o cultivo de oliveiras e a produção de azeites. Decidido a produzir um produto de qualidade, no estilo gourmet, ele descobriu na região da Serra da Mantiqueira, no sul de Minas, um dos locais mais adequados para esse tipo de plantação.

Após visitar algumas cidades na região, ele e a família conheceram Delfim Moreira – município da microrregião de Itajuba - e a fazenda que viria a se tornar a Quinta do Soalheiro. Foi amor à primeira vista, tanto pela cidade como pela fazenda. “Decidimos investir no negócio porque apostamos no potencial da região e na forma de produção artesanal do nosso azeite”, diz o empresário, que administra a fazenda e a produção do azeite ao lado dos filhos Murilo e Caio Gianfrancesco Murbach.

Com a compra da fazenda, que tem 110 hectares, o empresário decidiu plantar 9.500 pés de oliveiras em 20 hectares. Para sua sorte, as oliveiras da Quinta do Soalheiro produziram azeitonas antes do quarto ano de vida, já que, normalmente, uma produção comercial se dá a partir do quinto ano. Assim, depois de uma espera de três anos, a fazenda fez sua primeira colheita e extração em fevereiro passado. A comemoração na Quinta do Soalheiro foi geral, tanto pela família de Murbach Filho como pelos funcionários da fazenda, que participaram ativamente do plantio das mudas, cultivo das árvores e colheita manual das azeitonas. “Tudo foi feito com muito carinho e cuidado”, explica o fazendeiro.

A produção do azeite Quinta do Soalheiro é feita em uma fazenda localizada em Maria da Fé, município vizinho a Delfim Moreira. Depois de colhidas, as azeitonas passam pelos processos de extração e envasamento do azeite. Segundo Murbach Filho, a qualidade do produto depende de várias condições, entre elas o tempo entre a colheita das azeitonas e a extração do óleo. “Quanto menor esse intervalo de tempo, melhor será o azeite”, explica. O ápice da colheita das oliveiras costuma ser no sétimo ou oitavo ano e uma das maiores vantagens dessa cultura é sua longevidade: mesmo sexagenárias, as árvores de oliveiras continuam dando frutos.

Depois de envasadas, as garrafas recebem o rótulo idealizado pela própria família Murbach e desenvolvido por Tiago Almeida Barreto e Michel Massih. Em seguida, o azeite Quinta do Soalheiro é distribuído em Delfim Moreira e em alguns pontos comerciais de Campinas e Indaiatuba, no interior de São Paulo. O azeite ainda pode ser encontrado pela internet, no site da empresa e muito brevemente em outras praças, como São Paulo, como planeja o empresário.

A qualidade do azeite Quinta do Soalheiro é o resultado de vários fatores, como o solo fértil e o clima da região da Serra da Mantiqueira, a técnica de plantio, o manejo das oliveiras, o cuidado na colheita manual, a qualidade das olivas e o tempo no processo de produção. “O resultado está na qualidade de um azeite com baixos teores de acidez”, explica o empresário.

Onde encontrar

A primeira safra do azeite extra virgem produzido pela Quinta do Soalheiro que acaba de chegar ao mercado pode ser obtida em alguns pontos comerciais de Campinas, Indaiatuba, Delfim Moreira e pela internet, por meio do site da empresa. Em Campinas, o azeite está a venda no Empório Santa Verena, Museu da Gula, Sonhos de Queijo, Adega Abadesco e Adega Sr. Tinto. Em Indaiatuba, na loja Saúde Natural e, em Delfim Moreira, na Pousada La Luna. Pela internet, na própria página da fazenda no Facebook ou Instagram.


Compartilhe




© 2013. Todos os direitos reservados.

Design: