Quattro Stagioni

Socialize:

Os drinks da Polinésia Segunda, 09 de Outubro de 2017

Maialini traz invenções exóticas inspiradas na cultura tiki

Há quanto tempo você não vai a um restaurante ou bar e pede um daqueles drinques exóticos que chegam à mesa sob um tanto de olhares de quem mais estiver por perto? Poucas pessoas talvez tenham ouvido falar nesse termo, mas se você já provou um drinque que se encaixa nessa descrição, provavelmente era um tiki drink.

Eles ficaram famosos há alguns anos e trazem na bagagem influências das ilhas da Polinésia. São bebidas que trazem muitas frutas, cores e ervas frescas e que, normalmente, carregam uma combinação de ingredientes mais complexa que os drinques tradicionais, exigindo um quê a mais de criatividade por parte do mixologista. Elas andaram meio sumidas dos bares de maneira geral, mas a boa notícia é que voltaram com força total para a Primavera do Maialini, restaurante italiano de Campinas comandado pelo chef Nicholas Callejas.

A celebração dos encontros e a ideia da refeição compartilhada estão entre os nortes da casa - e a mixologia é parte fundamental dessa vocação. Pensando nisso e depois de alguns testes, o mixologista responsável pelo bar do Maialini, Bruno Leite, se encarregou de trazer novas referências e sabores à carta de drinques do restaurante. Assim, surgiram cinco novas bebidas pensadas especialmente para a Primavera - e que trazem um pouco da influência tiki, descrita acima, para essa nova estação na casa.

As novidades começam com o Buganvilia, que é o nome de uma flor. Dentre os novos drinques, é um dos que mais se encaixa nos conceitos clássicos e contemporâneos, sem reunir tantas características dos tiki drinks. A bebida leva gim infusionado com chá earl grey (também conhecido como chá inglês), chá de capim limão, Apperol, suco de limão e Limoncello feito na casa.

O Lady Stella também tem um apelo mais contemporâneo, mas não menos criativo e saboroso. O drinque leva licor de ameixa e bitter de framboesa, ambos feitos na casa, além de angostura, um bitter bastante tradicional.

Daqui pra frente, a inspiração Tiki começa a se fazer mais presente. É o que acontece no drinque batizado de La Bella, composto por vodca de maracujá, com infusão feita na casa, manga, licor de morango também feito no Maialini e licor de avelã Frangélico.

O Toke Lau e o Tiare são as duas últimas criações e trazem todo o frescor e as cores da Primavera desde a apresentação até a prova. O primeiro é um sgropino com rum jamaicano, pimento dram licor (licor de pimenta jamaicana), falernum (licor de amêndoas, anis, gengibre e cravo, feito no Maialini) e espumante, além de sorbet de tangerina para finalizar. Já o Tiare leva rum branco, suco de abacaxi, Orget (licor de amêndoas e flor de laranjeira) e licor de framboesa, ambos feitos no restaurante.

Open Drink

Além das criações na carta de drinques, o mês de outubro traz uma novidade especial ao Maialini. É que a casa terá dias de Open Drink neste mês. E como vai funcionar? É simples. Por apenas R$ 34,90 será possível degustar quatro tipos diferentes de drinques selecionados na casa, em determinados dias da semana. A ação ocorre às terças e quartas-feiras de outubro e novembro das 18h30 às 22h a partir do dia 17, terminando em 29 de novembro. A ação só não é válida em feriados e vésperas de feriados nesse período.

A iniciativa vem ao encontro da proposta de incentivar novas experiências ao cliente, estimulando a descoberta de diferentes sabores e permitindo um contato maior com a mixologia. As opções de drinques escolhidas para esses dias são bastante versáteis, e incluem Sus Garibaldi, Mojito, Sgroppino Maialini e o Tiare, que é uma das novidades da carta de Primavera.

Serviço

Maialini

Rua Emília Paiva Meira, 76. Cambuí. Campinas.

19 2515.2738

Almoço

Terça à sexta: das 12h às 14h30

Sábado e Domingo:  das 12h30 às 15h30

Jantar

Terça à sexta: a partir das 18h30

Sábado: das 19h até o último cliente.


Compartilhe




© 2013. Todos os direitos reservados.

Design: